fbpx

Geriatria e gerontologia: entenda as diferenças

geriatria ou gerontologia

Geriatria e gerontologia são áreas para quem deseja trabalhar com idosos. Apesar de atuarem com o mesmo público, os segmentos possuem objetivos e campos de atuação distintas, além da formação necessária também ser um diferencial entre elas.

De modo geral, ambas buscam a qualidade de vida e bem-estar da população idosa no país. Elas são cada vez mais importantes, devido ao constante crescimento da população de idosos no país. Para entender melhor sobre os cursos, o blog da CSL separou algumas informações importantes.

O que é geriatria?

Geriatria é uma das especialidades da medicina e atua no diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças que atingem a população de idosos. O geriatra é o médico especializado na área e autorizado pelo Conselho Federal de Medicina a atuar como especialista na área. Para isso, é necessário realizar uma residência médica credenciada pela Comissão Nacional de Residência Médica ou conquistar aprovação em um concurso que concede Título de Especialista em Geriatria da SBGG/AMB.

O geriatra é qualificado a realizar avaliação clínica e consulta geriátrica, levando em consideração os aspectos psicossociais dos pacientes. Em sua atuação é comum lidar com doenças como as demências, diabetes, enfermidades que acometem os ossos, hipertensão arterial, tonturas, incontinência urinária, entre outras. A formação em geriatria é destinada a profissionais formados no curso de Medicina.

O que é gerontologia?

Gerontologia é uma área que lida com questões relacionadas a saúde e bem-estar social dos idosos. Por isso, o profissional pode proporcionar cuidados aos pacientes, focando na melhoria da qualidade de vida. O gerontólogo pode atuar com atendimento domiciliar, gestão de instituições com foco na saúde e lazer e prestar assistência social aos pacientes.

Gerontóloga da Casa São Luiz – Camilla Vilela

O curso de Gerontologia possui duração média entre dois anos (tecnólogo) e quatro anos (bacharelado). A formação pode ser feita por estudantes que tenham concluído o ensino médio. A grade curricular mescla disciplinas da área de saúde, legislação e ética.

O mundo está envelhecendo

O aumento da expectativa de vida tem a ver, sim, com a melhoria das condições de saúde de forma geral. E podemos elencar vários fatores. Um deles é o maior acesso à alimentação de qualidade, assim como a água e a saneamento básico. Não que este problema esteja resolvido: há muitos lugares que ainda têm uma séria carência nesses cuidados básicos. Por outro lado, onde houve melhora nesses índices, a taxa de mortalidade caiu sensivelmente.

Mais acesso a medicamentos e tratamentos modernos também contribui com essa melhora significativa. Afinal, conseguimos realizar diagnósticos de doenças com mais antecedência, o que facilita o seu controle. Remédios mais seguros com menos efeitos colaterais, e mais eficazes, entram na lista.

A taxa de fecundidade, por outro lado, vem caindo. Há menos crianças nascendo no mundo, e isso ajuda no aumento da quantidade de idosos no mundo, e no Brasil não é diferente. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) projeta que, em 2060, haverá mais idosos do que jovens no Brasil. Daí a importância de se estudar esse público longevo para que eles possam ter uma melhor qualidade de vida.

Gerontologia e Geriatria como tendências de futuro

Por conta do envelhecimento cada vez maior da população, uma área que o aluno pode pensar em trabalhar é com os idosos. Para quem quer começar, o curso tecnológico de Gerontologia é uma boa opção. A formação é mais rápida e tem uma abrangência mais geral para o assunto.

Para quem já gosta da Medicina e quer cuidar de pessoas 60+, a especialização em Geriatria é a ideal. O tempo de formação é mais longo, mas, se estiver na sua lista de afinidade, é uma ótima opção.

Idosos sob cuidados do profissional gerontólogo – Imagem ilustrativa

Nada impede que o gerontólogo faça Medicina e Geriatria, ou o geriatra faça Gerontologia. Os conhecimentos só vão se somar e agregar mais valor ao seu trabalho.

Saiba mais sobre o papel do gerontólogo clicando aqui!

Gostou deste conteúdo? Comente o que achou abaixo!

Deixe uma resposta

Seja um doador

A Casa São Luiz acredita que fazer o bem gera um impacto positivo na sociedade e na vida das pessoas. Sabemos que é crescente o número de cidadãos e empresas que tem no seu propósito o olhar e cuidado para com o próximo.

  • "Lindo lar para o descanso na melhor idade! Médicos e profissionais que cuidam do que há de verdade no termo SER HUMANO!"

    Gutemberg Landi Jr.

    ex-colaborador

  • "Local agradável, acolhedor e com pessoas simpáticas no seu atendimento."

    Fernando Frota

    visitante

  • "Um pedacinho do Paraíso. Local onde ainda preserva-se o Amor e o respeito pelo ser humano!"

    Cristiane Casilha

    colaboradora

  • "Excelentes profissionais, fiz meu estágio com as Assistentes Sociais Vanda e Lenilda que só somaram na minha vida profissional. O carinho delas com os pacientes e familiares é um diferencial."

    Clarice Abreu

    visitante

  • "Excelente casa de repouso. Agradeço muito pela a oportunidade de ter podido trabalhar com excelentes profissionais. Um lugar aconchegante, tranquilo e com pessoas atenciosas nos seus cuidados. Profissionais de primeira. Um verdadeira família!"

    Aline Macedo

    visitante

  • "Lugar de Paz e Tranquilidade, foi um prazer ter trabalhado neste ambiente, ou melhor, ter feito parte desta família tanto da parte profissional quanto da parte dos residentes..Experiência para toda a Vida!"

    Alexandre Mendes

    visitante

Agende uma visita

A Casa São Luiz é sinônimo de vida, de atenção, de alegria diária e de boas energias, onde as pessoas vivem e aproveitam seu tempo. Venha conhecer mais um pouco do que oferecemos. Agende uma visita. Teremos um grande prazer em receber você.

    SEJA DOADOR
    Translate »