fbpx

Violência contra idoso: É necessário falar sobre isso

Na última terça-feira, 15 de junho, foi o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra Idoso. A data é justamente para falar sobre um tema delicado, um crime, mas que infelizmente faz parte da rotina de algumas pessoas. O Junho Violeta busca o diálogo sobre o tema para que todos possam ajudar de alguma forma.

A data e a campanha foram criadas pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPES) em 2006. O objetivo é justamente trazer para a sociedade um tema relevante e que precisa de atenção. Muitos são os casos de violência contra pessoas 60+ e para que essa realidade mude, todos precisam entender o que acontece.

Segundo os dados do Disque 100, veículo do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos que recebe as denúncias, os casos de violência aumentaram 59% durante a pandemia. O número mostra a triste realidade dos nossos idosos. A assistente social Mariana Senra comenta que muitas vezes as pessoas mais próximas têm um despreparo para lidar com o envelhecimento e as doenças degenerativas. O convívio durante o isolamento social acaba agravando isso.

De acordo com Senra, “o convívio entre gerações e a ausência de políticas públicas deixa a população 60+ exposta a violência social, psicológica e física”. É importante entender que a agressão não é apenas física, vai além disso. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define que o abuso pode ser físico ou psicológico ou pode envolver maus tratos de ordem financeira ou material.

Mariana comenta que dentro dos tipos de agressão, alguns fatos são muito comuns. Infelizmente algumas pessoas acham que é uma rotina do idoso, mas não é bem assim. Entre eles estão “abandono familiar, desrespeito, falta de interação social e exploração financeira”, entre outros. E na maioria das vezes é possível identificar se o idoso está passando por algum problema que acaba não falando. Saiba como ajudar.

Como ajudar um idoso que está sendo agredido?

Apesar da realidade vivida por algumas pessoas com mais de 60 anos, é possível ajudar de alguma forma. Uma das maneiras de fazer algo é saber identificar alguns sinais. Na maioria das vezes os idosos não relatam o que acontece, por medo, por não serem lúcidos ou por falta de mobilidade motora. Mas confira alguns indícios de que a pessoa pode estar sendo agredida:

Além de identificar os sinais, é necessário também denunciar o caso. Primeiramente pode entrar em contato através do Disque 100, canal direto do Direitos Humanos. Outra opção é acionar a ouvidoria do Ministério Público ou se presenciar a agressão, ligue imediatamente para o 190 e chame a polícia.

A violência contra o idoso é crime e pode ter várias consequências na vida da vítima. Desde baixa autoestima até tentativa de suicídio. É necessário estar atento à rotina das pessoas nessa fase da vida. Acompanhe nossas redes sociais e fique bem informado sobre o tema.

Deixe uma resposta

Seja um doador

A Casa São Luiz acredita que fazer o bem gera um impacto positivo na sociedade e na vida das pessoas. Sabemos que é crescente o número de cidadãos e empresas que tem no seu propósito o olhar e cuidado para com o próximo.

  • "Lindo lar para o descanso na melhor idade! Médicos e profissionais que cuidam do que há de verdade no termo SER HUMANO!"

    Gutemberg Landi Jr.

    ex-colaborador

  • "Local agradável, acolhedor e com pessoas simpáticas no seu atendimento."

    Fernando Frota

    visitante

  • "Um pedacinho do Paraíso. Local onde ainda preserva-se o Amor e o respeito pelo ser humano!"

    Cristiane Casilha

    colaboradora

  • "Excelentes profissionais, fiz meu estágio com as Assistentes Sociais Vanda e Lenilda que só somaram na minha vida profissional. O carinho delas com os pacientes e familiares é um diferencial."

    Clarice Abreu

    visitante

  • "Excelente casa de repouso. Agradeço muito pela a oportunidade de ter podido trabalhar com excelentes profissionais. Um lugar aconchegante, tranquilo e com pessoas atenciosas nos seus cuidados. Profissionais de primeira. Um verdadeira família!"

    Aline Macedo

    visitante

  • "Lugar de Paz e Tranquilidade, foi um prazer ter trabalhado neste ambiente, ou melhor, ter feito parte desta família tanto da parte profissional quanto da parte dos residentes..Experiência para toda a Vida!"

    Alexandre Mendes

    visitante

Agende uma visita

A Casa São Luiz é sinônimo de vida, de atenção, de alegria diária e de boas energias, onde as pessoas vivem e aproveitam seu tempo. Venha conhecer mais um pouco do que oferecemos. Agende uma visita. Teremos um grande prazer em receber você.

    SEJA DOADOR
    Translate »