fbpx

Equipe da CSL conta como foi atuar nos Bombeiros

Na próxima sexta-feira, dia 02 de julho, celebra-se o Dia dos Bombeiros. A corporação atende a diferentes chamados e atua nas mais diversas áreas. Ser bombeiro vai além de apenas apagar incêndios. Na Casa São Luiz temos dois colaboradores que tiveram a oportunidade de trabalhar neste setor e conversamos com eles sobre essa experiência.

A data de 02 de julho foi instituída em 1954 através do Decreto-lei 35.309. Neste dia é importante falar sobre a prevenção de acidentes graves, principalmente incêndios. É essencial lembrar desses profissionais e de suas rotinas corajosas. Ser bombeiro implica em salvar vidas em incêndios, desabamentos e deslizamentos; fazer buscas em locais de difícil acesso; resgatar vítimas de ferragens; realizar o salvamento de animais, e muito mais. 

Atuar como bombeiro pode ser essencial para toda a vida. Na Casa São Luiz temos dois colaboradores que passaram pela corporação e acompanharam diferentes realidades desta profissão. O nosso nutricionista Wilian Moraes foi bombeiro por quase 3 anos e a enfermeira Joyce Rodrigues atuou no Hospital Central Aristarcho Pessoa, casa de saúde destinada a atender bombeiros. Ambos tiveram experiências únicas e os aprendizados se resumem em amadurecimento e disciplina.

Corpo de Bombeiros: onde você aprende ensinamentos para vida toda

“Quando todos correm em desespero para fora do prédio em chamas, eles avançam em direção às labaredas assustadoras. Uma rotina dessa natureza requer desses guerreiros e guerreiras muita disposição, coragem e controle emocional”. Assim o site dos bombeiros descreve seus profissionais. E pela conversa que tivemos com Wilian e Joyce, é exatamente isso. 

A família do nutricionista possui muitas pessoas que seguiram a carreira militar e para ele foi mais cômodo ir pelo mesmo caminho. Além disso, ele chegou a escutar que não conseguiria atuar na profissão, mas fez a prova, passou e tornou-se bombeiro. Atuou boa parte de sua carreira no Centro da cidade e ali aprendeu a ser volúvel para lidar com as diversas situações. Em cada ocorrência, algo diferente, dia após dia um desafio novo. 

Wilian Moraes na época em que atuava no Corpo de Bombeiros

Para Wilian, os atendimentos de primeiros socorros eram os mais complicados. “Você está lidando com uma vida que pode não estar ali em alguns segundos. E tem todo o processo de fazer técnica de ressuscitação, imobilizar e convencer a vítima a ficar imóvel até receber o atendimento”. Segundo ele, ser bombeiro requer muita coragem o tempo todo, além de manter-se forte e entender que é tudo em prol da vítima, inclusive esquecer de si por um momento. 

Muitas vezes abrir mão de si para salvar alguém pode trazer sérias consequências e foi isso que a Joyce acompanhou. Ela sempre viu os bombeiros como grandes heróis e sua admiração sempre foi infinita. Tentou seguir essa carreira, mas por diversos fatores escolheu a enfermagem. Quis o destino que tivesse a opção de fazer estágio num hospital para bombeiros. Foi ali que ela conheceu de fato quem eram aqueles profissionais que buscou tanto alcançar.

Joyce teve o privilégio de ser acadêmica bolsista no hospital do Corpo de Bombeiros e viu de perto como era ajudar os seus heróis em diversas situações. “O bombeiro é um ser humano que é capaz de vencer qualquer barreira. Entra no meio do fogo, às vezes fica 48h acordado para resgatar as pessoas,  um profissional que vai além do além, e isso é maravilhoso, fascinante”. Entretanto,  ela também aprendeu como as pessoas são frágeis quando estão sob um leito, todos são vulneráveis.

Tanto Joyce quanto Wilian viveram experiências únicas durante o tempo em que estiveram atuando na corporação. Entre eles estão ressuscitações, impedimento de incêndio de grande proporção, fazer o impossível para salvar vidas, entender o real sentido de ser herói e também compreender que até os bombeiros são pessoas que sentem as mesmas dores que sentimos. A dedicação de ambos foi essencial na vida de muitas pessoas que são eternamente gratas e a Casa São Luiz tem muito orgulho de poder ter esses profissionais conosco. 

Uma Resposta

  1. monique diz:

    Lindas histórias que nos enchem de emoção e orgulho! 😍

Deixe uma resposta

Seja um doador

A Casa São Luiz acredita que fazer o bem gera um impacto positivo na sociedade e na vida das pessoas. Sabemos que é crescente o número de cidadãos e empresas que tem no seu propósito o olhar e cuidado para com o próximo.

  • "Lindo lar para o descanso na melhor idade! Médicos e profissionais que cuidam do que há de verdade no termo SER HUMANO!"

    Gutemberg Landi Jr.

    ex-colaborador

  • "Local agradável, acolhedor e com pessoas simpáticas no seu atendimento."

    Fernando Frota

    visitante

  • "Um pedacinho do Paraíso. Local onde ainda preserva-se o Amor e o respeito pelo ser humano!"

    Cristiane Casilha

    colaboradora

  • "Excelentes profissionais, fiz meu estágio com as Assistentes Sociais Vanda e Lenilda que só somaram na minha vida profissional. O carinho delas com os pacientes e familiares é um diferencial."

    Clarice Abreu

    visitante

  • "Excelente casa de repouso. Agradeço muito pela a oportunidade de ter podido trabalhar com excelentes profissionais. Um lugar aconchegante, tranquilo e com pessoas atenciosas nos seus cuidados. Profissionais de primeira. Um verdadeira família!"

    Aline Macedo

    visitante

  • "Lugar de Paz e Tranquilidade, foi um prazer ter trabalhado neste ambiente, ou melhor, ter feito parte desta família tanto da parte profissional quanto da parte dos residentes..Experiência para toda a Vida!"

    Alexandre Mendes

    visitante

Agende uma visita

A Casa São Luiz é sinônimo de vida, de atenção, de alegria diária e de boas energias, onde as pessoas vivem e aproveitam seu tempo. Venha conhecer mais um pouco do que oferecemos. Agende uma visita. Teremos um grande prazer em receber você.

    SEJA DOADOR
    Translate »
    %d blogueiros gostam disto: